quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Nem sempre filho de peixe, peixinho é - Parte I


Antes de minha gestação minha mãe e eu nos falávamos uma vez por mês, quando eu ligava pra perguntar como ela estava. Ela só me ligava mesmo quando precisava de algo ou pra falar de problemas...
Quando ela descobriu que eu estava grávida, mudou! Passou a me ligar diversas vezes por dia.
- Cintia, a Clarissa usa fralda Sapeca?
- Cintia, a Clarissa usa Romanel?
- Cintia vi uma roupinha tão linda pra Clarissa, só não comprei porque era cara e estou apertada.
- Cintia, vi uma pulseirinha de ouro linda pra Clarissa. Quer que eu compre em meu cartão e você depois me paga?
Às vezes liga pra não dizer nada! Mesmo assim liga. Achei estranho, mas gostei de todo aquele cuidado. Disse que faz questão de me ajudar nisso, naquilo, que ficará comigo na maternidade, que cuidará da Clarissa...
E eu fui imaginando tudo aquilo. Ela que conhece a pessoa no dia e já a considera amiga é bem diferente de mim. Sou reservada, pouco falo da minha vida pessoal pras pessoas, embora tenha um blog kkkkk, sou discreta, não sou de fazer festas nem de receber desconhecidos em casa. Ela não. Tudo é motivo pra festa, chega chamando atenção, fala alto, etc. E não consegue aceitar meu jeito reservado, diz que sou metida, que isso é besteira. E fico imaginando que quando Clarissa nascer ela vai querer levar todas as suas amigas, que não são poucas, pra minha casa, pra conhecer o quartinho dela e ela. Se não quiser fazer festa na maternidade mesmo!
Ela não é má pessoa. É trabalhadeira, está sempre disposta a tudo, cuida muito bem de doentes, é sempre alegre... Só é muito diferente de mim! E também por mais que ela diga que posso contar com ela quando precisei de sua ajuda pra mudança, ela sumiu! Com 7 meses de gestação, eu com dores e inchaço, ela inventou de última hora um lanche na minha casa com mais de 10 pessoas estranhas e de última hora desmarcou tudo. Detalhe: ela inventou o lanche, mas quem teve de fazer tudo fui eu. Já contei isso né???
O fato é que ontem ela ligou. Eu com dores, inchada, no trabalho, atendi!
E ela: - mulher, Clarissa é mesmo carequinha?
- É. Acho tão lindo bebês carequinhas – e realmente acho!
- Eu não. Acho tão feio! Será Cintia, que não nasce cabelo daqui pra lá?
- A médica disse que pode até nascer, mas ela não será cabeluda não.
E ela insiste: - vixe, mulher. Não vai dar nem pra usar prendedor. Vixe, acho tão feio.
E eu já impaciente: - Pois eu não, acho lindo! E ela tem muitas tiaras. Vai ficar linda!
Pra fechar ela completou: - Ow Cintia, e se sua bebê nascer feia o que você faz?
Sério gente, pensei que ela estava brincando até porque não consigo achar nenhum bebê feio e respondi em tom de brincadeira: - Impossível minha filha nascer feia. Ela vai ser a menina mais lindo do mundo!
E ela insistiu: - Sério mulher! Se sua bebê nascer feia, o que você faz?
Contei a situação pra mulher que trabalha comigo e tem idade pra ser minha mãe, como forma de desabafo. Ela ficou indignada, disse que isso não é coisa pra se falar e disse que responderia: o que você sugere? Eu mato ou dou pra adoção?
Eu preferi mais uma vez não ser tão má, ela rindo, insistindo na pergunta mais idiota que já ouvi na minha vida, e eu apenas respondi que ela deveria não ter juízo e não estava disposta a ouvir tanta besteira. E dei tchau.
Posso com isso? Não dormi a noite inteira pensando: como posso ser tão diferente de minha mãe? E ao mesmo tempo agradecendo a Deus por isso!










terça-feira, 30 de agosto de 2011

Uma babá quase perfeita II


Vocês riem da desgraça alheia né? Kkkkk
Eu também já ri muito com meu marido de tudo isso. E garanto: se eu não precisasse de alguém para cuidar de minha Pequena Flor quando eu voltar a trabalhar, eu não queria ninguém em casa me ajudando. Dou conta do recado sozinha mesmo. No máximo uma faxineira 2 x por semana estava de bom tamanho.
Muita gente sugeriu creche pra Clarissa. Mas sabe por que por enquanto isso não passa por minha cabeça? Vou dizer:
• As creches confiáveis daqui são caríssimas. Cerca de um salário mínimo só um horário. Imaginem os 2 horários. Eu terei que pagar mais do que ganho para mantê-la na creche. Além disso tenho que levar lanches, taxas extras, e a bebê não estará em um ambiente confortável e caseiro por todo o dia. Vai ficar o dia inteiro fora do seu lar. Acho tão ruim isso. Fiz o quartinho dela com tanto amor, pra ela curtir, dormir, descansar, brincar, tudo por lá e de repente vê esse espaço inutilizado...
• Onde moro não conheço nenhuma creche. Eu teria que atravessar a cidade inteira para deixar minha bebê na creche. Logo eu que me mudei pra perto do trabalho, justamente pra ficar mais perto de casa e de minha filha, teria que voltar à estaca zero. Pior: teria que atravessar a cidade e deixá-la na creche, depois atravessar de novo a cidade e ir trabalhar. Sem falar no trânsito, correria, estresse.
Entenderam o motivo agora?
Então, por enquanto, continuarei na busca por uma babá quase perfeita! Quero alguém calma, carinhosa e que goste de crianças. Sei que aparecerão muitas loucas ainda em meu caminho – em minha casa- mas fazer o quê? Faz parte. Não é possível que dentro de 7 meses eu não encontre alguém que realmente queira trabalhar e cuidar da bebemaislindadomundo.

Ah! Voltando à doidinha exigente que passou pela minha casa e queria me dizer tudo o que eu deveria comprar pra comer, beber, etc... Ela era bem pobrezinha, segundo ela, e nem banheiro tinha em casa. Mesmo assim ficou reclamando da cozinha e do banheiro da minha casa. Segundo a “arquiteta de plantão” a casa foi muito mal dividida e mal feita. Pode uma coisa dessas? Ainda bem que ela teve a delicadeza de perguntar antes de escrachar, se a casa era minha ou de aluguel. Rs Em compensação ela elogiava todos meus utensílios domésticos. O que mais a encantou foi o meu conjunto de panelas de inox com tampa de vidro e uma tábua que tenho - ou tinha? – pra cortar verduras de vidro. Falava a todo momento: “nossa que lindo. Vixe meu Deus, que lindo!” Eu ria demais! Ah! Por que o “ou tinha”??? Hoje procurei essa tábua por todos os lugares possíveis e imagináveis da casa e não achei. Ela ficava na pia mesmo, junto ao escorredor de pratos, mas hoje quando precisei usá-la só achei a tábua de plástico no mesmo lugar. A de vidro evaparou. Arrumei todos os armários, olhei até dentro da geladeira e embaixo dos armários na tentativa de adivinhar onde ela tenha colocado. Mas nada. E não me resta outra alternativa a não ser imaginar que ela resolveu levá-la como lembrança da minha casa. Já que o conj. de panelas seria difícil demais né? Deus me perdoe se estou errada, mas o que vou pensar? Se as duas tábuas ficavam no mesmo lugar e só encontro uma?
Liguei pro celular dela, pra perguntar onde ela “guardou”, mas só dá desligado... ai ai ai

Pra aliviar a tensão, fiquem com fotos do book




segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Em busca de uma babá quase perfeita!


Aproveitei essa semana em casa para começar a selecionar pessoas que supostamente serão as futuras babás da Clarissa. Meu real interesse é por uma pessoa com certa experiência, que seja do interior, para dormir em minha casa, mas como não consegui de primeira uma do interior, comecei o “teste” por uma daqui de Maceió mesmo.
Combinei de ela chegar a minha casa às 8h do sábado para iniciar o serviço. Deu 8h30min, 9h e nada! Já tinha desistido dessa, comecei a fazer o almoço, quando a campainha toca às 9h15min. Era ela! Com a cara mais lavada, rindo, deu bom dia. Antes mesmo de ela entrar perguntei se ela realmente queria trabalhar? Ela disse que tinha se atrasado mas prometeu não ocorrer mais. Tudo bem, entre!
A mulher passou a manhã inteira pra lavar o banheiro de meu quarto. Eu já estava a ponto de ter um treco. Pensei: se pelo menos lavar direito, ta bom! E saiu tudo direitinho... No segundo dia a mulher começou a chamar palavrões. Era peste pra cá, porra pra lá. Já comecei a não gostar. Fui ao médico e deixei-a em casa. Quando voltei ela veio me dizer que achou lindas as roupinhas da Clarissa e ainda acrescentou que ela tinha sapatinhos demais. Como assim? Eu não tinha falado que não era pra abrir armários?
No terceiro dia o fim da picada: a mulher entupiu a pia e surtou. #@%$&**¨%#$@!@$¨&Y%¨***
Além de quase quebrar todos os meus pratos e falar milhares de palavrões, quando fui perguntar o que havia acontecido ela disse: eu só queria saber quem $%#%$%# entupiu essa pia. Eu dava tanto tapa na cara dessa fia da %$##¨. Fingi de desentendida e falei: é o que! Ela repetiu o que havia dito. Na mesma hora mandei-a se arrumar e ir embora, pois ela não servia pra cuidar de minha filha. Imaginem: uma mulher que se descontrola com uma pia entupida imagine com o choro de um bebê?
Detalhe importantíssimo: ela mesma havia entupido a pia!
Na quinta a segunda doméstica veio à minha casa. Essa era do interior, então iria morar conosco. A mulher era tranqüila, rápida, limpa, parecia gostar de criança. Ai meu Deus! Parece que vai dar certo. Mas falava pelos cotovelos e segundo ela não perdia nenhuma de suas novelas. Se fosse as da noite apenas, tudo bem. Mas ela também não perdia O Clone! RS Tá, isso é besteira, fazendo tudo certinho!
No primeiro dia ela já foi me dizendo suas preferências por comidas. Dona Cintia quando for fazer feira compre café Santa Clara, porque nescafé não presta. Compre leite Itambém porque leite ninho não presta. Compre uma pá com cabo maior e que já guarde o lixo dentro dela. Compre também uns shorts pra eu poder fazer a faxina. Não trouxe toalha de banho, nem pente, nem sabonete, nem nada. Quando dei todas essas coisas a ela, acrescentou: depois a senhora compre outra toalha pra mim, porque uma só não dá! E assim ela me deu uma lista enorme do que eu deveria comprar. Na hora da novela ela me perguntou se tinha milho de pipoca. Mandei ver na despensa. Ela disse que sim, e perguntou se eu queria pipoca. Respondi que não. Fui pro meu quarto. Quando voltei, ela estava na sala, assistindo TV com pipoca e refrigerante no colo. Minha sala virou um verdadeiro cinema. Ri comigo mesma! Parecia não acreditar no que estava vendo. Mas me calei!
No segundo dia ela passou dos limites. Começou a falar dos direitos das domésticas. Segundo ela, a lei - que ainda está pra ser aprovada – mudou. E assim ela foi falando tudo... Foi me dando sua carteira de trabalho e pedindo pra eu “fichá-la”. Falei que só iria assinar sua carteira após o período de 90 dias de experiência e que esses 90 dias faríamos um acordo temporário. Ela continuou, disse que a lei mudou, que agora o período de experiência era só de 15 dias e eu teria que fichá-la logo. Mostrei pra ela que também entendia da lei e que não a ficharia antes de 90 dias. Ela se calou.
A noite, fiz cuscuz pro café e ela não gostou do menu. Pediu-me dinheiro para ir comprar lanche na padaria. É demais! Respondi diretamente: se quiser comer é o que tem! Ela comeu pão puro. No outro dia cedinho tratei de deixá-la no ponto para ela voltar pro seu castelo.

Gente do céu!!! Como está difícil arrumar quem queira trabalhar. E já me vejo atormentada com isso. Como farei pra voltar a trabalhar???
Com 33 semanas de gestação muita coisa mudou:
• As dores agora no pé da barriga são constantes
• Sinto-me pesada. Não sinto vontade de sair de casa pra nada. Na verdade não sinto vontade de me arrumar.
• Sinto-me super disposta a fazer serviços de casa, almoço, etc
• Tenho tido pesadelos constantes com acidentes. Queria tanto sonhar com minha Pequena
• Quase caí da balança quando me pesei e percebi que engordei 19kg em toda gestação. Como assim??? Acredito que a retenção de líquidos que seja a culpada de tudo isso. Estou inchada demais e não estou comendo tanto assim!
• Não sinto dores nas costas nem dificuldade pra dormir – ufa!
• Sem estrias, até o momento
• Rosto sem pele manchada e sem nariz de batata. Alguma vantagem tinha que ter né?


Olha como ela tá linda!!!

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Book gestante - Consegui!

Eis que consegui o que eu tanto desejava: meu book de gestante! Meu primo Michel Correia, fotógrafo, me presenteou com uma sessão de fotos maravilhosa. Foi ótimo!
Antes disso, o mundo inteiro parecia conspirar para eu não ir à essa sessão. Maridão iniciou o dia dizendo que não iria poder fotografar comigo. Por conta da obra da casa que iniciamos ele disse que teria milhares de coisas a fazer e que eu fosse só. Fiquei tão magoada! Clarissa também. Era algo que eu queria tanto, ele sabia disso. O momento de registrar o quanto foi importante essa gestação para nós, e ele que sempre participou de tudo, dessa vez estava de fora. Porque acha que isso é besteira, ou talvez porque não podia mesmo.
Com o coração partido fui sozinha mesmo. Estava linda. Unhas feitas, cabelo lisinho e uma trouxa de roupas para as trocas. No caminho fui tomar a última dose da antitetânica e quando estava voltando pro carro, cai um temporal. Temporal mesmooooo... Adeus cabelo liso e lindo.
O vestido que eu estava era lindo, queria tirar umas fotos com ele. Mas fiquei ensopada. Impossível! Sem visibilidade nenhuma pra dirigir, Clarissa pulando que nem pipoca, quando vou tirar o carro, amasso o rodão novinho no meio fio. Ufaaaa! Respiro fundo! Vontade de chorar. Me seguro e sigo.
E pra achar o stúdio? Na hora, os dois telefones inventam de tocar. Em um deles o maridão. Não atendo. Ainda estou com raiva né? Ele insiste e liga de novo. Atendo: quando desocupar eu ligo. Ele insiste: você está onde? E eu com voz nada branda: estou perdida e estou p da vida... Ele logo entende a mensagem e diz xau.
Ai que raiva! Ele podia estar aqui comigo... Finalmente acho o stúdio. Desço com minha trouxa enorme, toda ensopada. Todo mundo olhou pra mim com cara de pena. Meu primo me deixa só no camarim pra eu me recompor. Depois de alguns minutos, iniciamos, e até que pra quem estava um caco, o resultado foi ótimo!

Agradeço muito ao meu primo pelo presentão e paciência! Obrigada!

A propósito, recebi 5 dias de atestado de meu médico. Ele ficou preocupado com a pressa de Clarissa e impressionado com o inchaço de minhas pernas. Pediu pra eu repousar. Estou tentando!






quinta-feira, 18 de agosto de 2011

32 semanas: alarme falso + ultra

Clarissa ontem resolveu me dar um susto... Desde terça sinto contrações constantes e uma cólica horrível. Minha amiga pediu pra eu ligar logo pro meu Go, mas como sou teimosa e só gosto de fazer algo realmente se achar necessário, me segurei com as dores. Chegando em casa tomei banho, relaxei, conversei com maridão, namorei e tudo passou.
Ontem acordei até bem, mas quando cheguei no trabalho as contrações e cólicas voltaram. Clarissa dava umas mexidas pra baixo que me faziam suspirar... Dor, dor, dor. Não me aguentei e liguei pro médico. Ele disse que essas contrações constantes não são normais e pediu pra eu ir à emergência. Na hora pensei: “Meu Deus, se eu for ter a Pequena agora, nem depilada estou”. Kkkk Acreditem que pensei logo nisso. Rs Indo pro estacionamento pegar o carro ela deu uma mexida pra baixo, que doeu muito e me fez chorar sem querer. Nisso eu já estava com maridão no telefone. Senti-o nervoso. Pensei: “será que vai dar tempo de eu chegar na unimed?”
No caminho as contrações diminuiram e cheguei tranquila na emergência. O médico que me atendeu foi ótimo. Pressão normal, coraçãozinho da bebê ótimo, só essas contrações que não são normais. Ele realmente estranhou.
Passou exame de urina, que apontou negativo para qualquer infecção. Ficamos mais aliviados. Mas ele pediu repouso total. Disse que de agora por diante realmente essas cólicas são normais, alguns contrações também. Mas não podem ser constantes. Passou buscopan de 6 em 6h que eu evitarei o máximo tomar. Até agora não tomei nenhum remédio nessa gestação. Ele disse que todos esses sintomas são a preparação pra o parto. Mas que preciso de mais repouso para não adiantar o nascimento da Flor.
Semana que vem estarei com meu Go e passarei tudo pra ele. Espero que ele me dê uns dias de atestado para que eu possa descansar...
Hoje na ultra a médicsa me deixou mais tranquila. Está tudo ótimoooo mesmo com a nossa bebê. Detalhe: ela está na posição perfeita para o parto normal. A médica disse que não é impossóvel ela voltar a cabeça pra cima, mas é muito difícil. E se fizer essa cambalhota com certeza sentirei a dor. Que saudade de ver minha princesa. Mexendo sem parar como sempre. Já está com 2,200kg. A médica disse que com certeza nascerá com mais de 3kg e que isso é bom. Por enquanto ela é carequinha. Só tem alguns fiozinhos de cabelos na nuca. Nessas 8 semanas ainda dá tempo de nascer cabelo, mas dificilmente será cabeluda. Tá mais pra carequinha;) Aiiiii acho linda bebês carecas. Pra matar o pai de alegria a médica disse: o nariz é igual ao do pai. #nãogostei!
Na volta pra casa compramos carrinho e bebê conforto. Agora definitivamente, não falta mais compeae nada!
Fiquem com fotos do quartinho dela que já está todooooo pronto!
A foto do berço com kit berço posto assim que puder!

Obs: continuo sem acesso à net por isso não ando nos blogs de vocês. Salvo no pen e minha amiga que atualiza pra mim. Perdão. Saudades!
Roupeiro arrumadinho

Cortina posta

Porta trecos e porta fraldas - amei!


domingo, 14 de agosto de 2011

Feliz Dia dos Pais

Sempre tive idolatria por meu Pai... Lembro-me bem que Dia das Crianças ele levava a mim e minha irmã ao Shopping e nos mandava escolher nossos presentes... Saíamos gritando felizes e sempre escolhíamos aqueles bebezões enormes da Estrela. Era o sonho de toda criança.
Cresci com meu pai e mãe juntos. Mas tinha um convívio maior com meu pai, pois ele tinha um comércio e me colocava pra ajudá-lo por lá. Morávamos num interior. Com 7, 8 anos eu ficava atendendo clientes, passando troco e até fazendo depósito em Bancos. Ele dizia que eu era a gerente da loja e eu me achava por isso. Nessa época, todas as manhãs ele me acordava com uma mamadeira de vitamina na cama.
Fui uma criança feliz, sempre tive de tudo, mas sabia o que custava cada centavo que meu pai botava dentro de casa. Quando eu ia passar férias na casa de um tio meu na Bahia, meu pai me dava uma boa quantia em dinheiro pra eu me divertir por lá. Mas eu sempre fazia questão de não gastar tudo, apesar de ele dar pra eu gastar, e guardar uma parte pra comprar meus materiais da escola na volta às aulas. Meu tio achava aquilo o máximo, pois meu primo sempre achava pouco tudo o que ele lhe dava.
Na adolescência, com 12 anos meu pai me ensinou a dirigir, depois de muito eu insistir. E eu amava sair “rebolando” dirigindo seu carrinho novinho, mesmo com ele do meu lado. Lembro-me que meu primeiro paquera era um boyzinho da cidade. Ele me levava bombons, flores e vários presentinhos, mas não era um rapaz com boa fama. Quando meu pai soube que eu estava paquerando-o, antes mesmo de eu dar meu primeiro beijo, ele já foi avisando: “Se eu encontrar você na rua com aquele cabra safado, eu quebro você e ele no pau”. Eu chorei por um dia inteiro. Jamais meu pai havia falado assim conosco. Ele sempre foi um cara grosso, meio duro, mas daquela vez tinha sido demais. Ele acabou com meus sonhos, com meu amor. Mas temi e obedeci-o. Descartei o menino e não demorou muito pra eu me apaixonar de novo. Depois percebi que meu pai estava coberto de razão e entendi o porquê de tanta grosseria. Ele precisava mesmo ser firme para eu poder obedecê-lo, pois o "amor" cega a gente. Com 13 anos pedi pra namorar, e ele bem sério e meio que choroso respondeu: se não for te atrapalhar na escola, tudo bem. Comecei a namorar e não durou mais de 2 meses. Era coisa de criança mesmo e era melhor estudar.
Sempre o que meu pai mais prezou de cobrou de nós foi os estudos. Me colocou na melhor escola da cidade e quando fui fazer o segundo grau ele me colocou para estudar em Maceió. Aquilo custava uma nota pra ele, as escolas eram caras, mas ele achou que valia o sacrifício. E pagou pra mim!
Vim morar na capital com meus avós paternos e tive como outro exemplo maravilhoso meu avô Maneca. A calma em pessoa, o inverso do meu pai, mas com uma coisa em comum: sempre prezou pelos meus estudos e fazia tudo pra que eu crescesse na vida.
Tive sorte de tê-los em minha vida! E a herança que recebi ainda dos dois vivos foi os estudos, a educação. E digo com toda certeza, não há nada melhor que um pai e uma mãe possa dar aos seus filhos.
Sei que se meu pai podesse eu teria meu carro assim que passei na Universidade Federal, já teria minha casa própria e várias outras coisas. Mas o estímulo e apoio que ele continua me dando até hoje só me faz crescer a cada dia. E me faz ter muito orgulho do pai que tenho e amá-lo ainda mais.
Robson, meu marido não se parece muito com meu pai. Não bebe, não fuma, não fala grosso, mas pensa como meu pai. Que um pai pra ser pai deve investir na educação de seus filhos, não precisa enchê-los de bens materiais pra ele ser feliz. Deve sim dar presentes, claro, mas se o filho fizer por onde. Tirou boas notas, ganha presente. Não tirou? Então precisa melhorar... Ele pensa como eu. Pensa na educação e nos estudos dos nossos filhos, da Clarissa que será a primeira de muitos. Qual melhor investimento do que educação? Sei que escolhi a pessoa certa para casar, para ser pai de meus filhos. Sei que Clarissa terá um pai maravilhoso, tranquilo, calmo, mas que também saberá ser rígido e cobrar as coisas certas na hora certa. É assim que deve ser, é assim que espero que seja!

A todos os pais do mundo, Feliz Dia dos Pais! Ao meu pai, meus avós e ao meu maravilhoso maridão: Um Dia dos Pais abençoado pra vocês! E obrigada por fazerem parte de minha vida, cada um de sua maneira.

Ah! Agradeço a todas pelos comentários no último post. Me ajudou muito. Eu estava com medo de não ter leite, mas pelo que vi realmente o colostro só desce quando o bebê nasce. Então, mamadeira também já saiu da malinha da Pequena. Serei a maior vaca leiteira do pedaço. kkkkk

Fiquem com fotinhas de nosso Dia dos Pais. Fomos nos despedir da Praia do Francês, lugar que amamos e sempre íamos na época de namoro. Com a chegada próxima de Clarissa, não poderemos ir tão cedo pra lá...




Papai mais lindo do mundo

Mamãe mais inchada e feliz do mesmo mundo!




Papai colocando a cortina no quartinho da Flor. Que sacrifício!

sábado, 13 de agosto de 2011

Refazendo a mala e consulta com GO

Oie gente... A mala de Clarissa deu o que falar né? Revendo as coisas que coloquei e os recadinhos de vocês, confesso: EXAGEREI! Mas peguei tudo de listas existentes na net viu? Não fui eu que criei nada. Vamos lá! Como percebi, mesmo nos partos cesáreas hoje em dia, não costumamos mais ficar 2 ou 3 dias no hospital como antes. No máximo 1 dia e meio né?
Então resolvi tirar 1 troquinha de roupa. Deixei 4. Também tirei o kit primeiros socorros. Kkkk Estarei num hospital. Alowww Tirei shampoo, conmdicionador e todos esses produtos de higiene da bebê. Estou levando apenas o sabonete líquido Granado. A toalhinha eu deixei também. Pedi uma lista no hospital do que levar, mas eles não tinham. Gente moro em Maceió, as coisas por aqui não são tão bonitinhas como no Sul do país... A mamadeira eu também vou levar. Se eu não tiver leite, minha Flor vai comer o que?
Pois é... Até agora nada do seio crescer, nada de leite. Estou tomando o banho de sol recomendado, fazendo os exercícios pedidos, mas leite até agora, nada! Isso me deixa um pouco frustrada! Mas o médico disse que eu fique tranquila. Que muitas mães só começam a ter leite quando os bebês sugam... Vamos ver né?
Essa semana fui ao Go. Tudo maravilha por aqui. A barriga tá linda! Até o médico comentou. Sem estrias, por enquanto. Espero que continue assim. Único problema foi: engordei 4kg nesse mês. Exagerei e enfiei o pé na jaca. Afffff Vou me cuidar mais!
Graças a Deus terça-feitra começa uma funcionária aqui em casa. Há meses procurava por alguém e nada. Parece que o povo não quer mais trabalhar hoje em dia. Sinto-me cada dia mais cansada. Estou indo pra 32ª semana. Por mim já estaria em casa relaxando, deitada, de pernas pro ar. Mas não dá. Só quero tirar a licença no último dia mesmo. E vou levando do jeito que dá.
Semana que vem tirarei umas fotos, assim que der venho postar. Continuo me achando feia, gorda e tal, mas quero registrar minha gravidez... A gravidez tão sonhada. Então, vou tirar várias fotos.
Ando com saudade de todas... Mas acesso a net agora só nos fds mesmo! Pelo menos por enquanto.


terça-feira, 9 de agosto de 2011

Malas prontas!

Reta final é assim! Temos que ir riscando da lista tudo o que falta... E esse quesito me causava meio que pânico. Sonhava direto que Clarissa nasceria e não teria roupinhas limpas. Agora, tudo resolvido! Basta ela dar sinal, que a mala já está pronta...
Uni inúmeras listas de maternidade e coloquei nas malas o que achei realmente necessário!
As troquinhas da bebêmaislindadomundo eu separei em saquinhos de filó. Em cada saquinho já se encontra a troca completa do que ela deve usar.
Vamos aos itens?
Mala do bebê – Coloquei alguns sachês dentro, para a mala ficar com cheirinho ainda mais gostoso!
• 1 pacote de fraldas Pampers New Baby RN – aquela que tem a cavidade do umbigo. O pacote vem com 40 fraldas. Colocando 10 fraldas por dia, dá o suficiente, já que nunca vi ninguém passar 4 dias na maternidade.
• 5 saquinhos com trocas completas de bebê – Macacão ou roupinha de manga confortável + faixinha ou prendedor de cabelo + meia + luva + body pra usar por dentro do macacão, caso ele não seja quentinho + manta + cobertorzinho (Coloquei um cobertorzinho para cada troquinha. Esse cobertor ficará como lençol no bercinho da maternidade e a manta servirá para esquentá-la! Ah! Coloquei meia mesmo para os macacões com pezinhos. Bebês sentem bem mais frio que nós!) – Na primeira troca e na saída de maternidade coloquei etiquetas no saquinho identificando-as. No resto não tenho preferência de ordem de uso!
• 1 rolinho de fita adesiva ( aquelas fitas que usava em fraldas de pano antigamente. Coloquei isso porque as vezes a faixinha ou luvinha fica folgada, aí a gente dá um jeitinho né?)
• 2 toalhas de banho – Coloquei as mais macias que ela tem!
• 3 Paninhos de boca para limpar baba ou qualquer sobrinha do leite
• 1 saco de bebê
• Pente e escovinha pro cabelo
• Sabonete líquido para o banho – serve também como shampoo (Estou levando o Granado amarelo que tem ph neutro. Apesar de Clarissa ter o kit completo mamãe bebê da Natura, muita gente me aconselhou a não levá-lo, pois o cheirinho pode causar desconforto à bebê nos primeiros dias.)
• Lavanda mamãe bebê
• Álcool 70: para limpar o umbigo
• Pomada anti assaduras: estou levando a Babymed que tem a mesma fórmula do Hipoglós e é bem mais barata #ficaadica
• Cotonetes e algodão
• Kit com aspirador nasal, termômetro, chupeta para remédio, tesourinha de unhas, mamadeira, chupeta, prendedor de chupeta – Caso precise, nunca é demais!
• Pacote de Lenço umedecido: Johnson Milk
• Sacolinha extra com 1 pantufa, faixinhas, prendedores de cabelo e o brinquinho – não podia faltar né?
Mala da mamãe
• 1 conj de pijama
• 4 camisolas de maternidade com botões que abrem para amamentar
• 2 robes
Detalhe: se fosse pra comprar só teria levado 3, mas ganhei, aí levo todas! RS
• 1 chinelinho confortável
• 1 sandália do tipo “havaianas” para a hora de tomar banho (Acho super higiênico)
• 3 meias
• Absorvente pós parto
• Necessarie com maquiagem e produtos de higiene pessoal: shampoo, condicionador, escova de dente, pasta dental, sabonete e uma lavanda fraquinha
• Sabonete líquido anti bacteriano para deixar no banheiro e as pessoas lavarem as mãos antes de pegarem no bebê
• 2 sutiãs para amamentação – os únicos que tenho até agora
• Calcinhas
• Cinta
• Concha para os seios – essa que estou usando para formar o bico, dizem que serve também para amamentar
• 1 roupa + sandália confortável pra sair da maternidade.
Esse quesito foi engraçado! Falei: amor quero comprar um vestido longo lá na feirinha de artesanato. Aí ele: pra usar quando? E eu: quando sair da maternidade. Ele: Menina pra que isso? Gastar com isso? Usa as que você tem. E eu: ow amor, os paparazzi vão estar na porta me esperando sair com a bebê. Ele caiu na risada e finalizou: você está mesmo sonhando e se achando uma artista! Vai com as que têm!
E tive que colocar uma das que tenho! Kkkkk

Bolsa extra
• Documentos para internação
• Sacolas plásticas para colocar roupas sujas
• Bloquinho de papel + caneta (caso o parto seja cesárea, não podemos falar no primeiro dia pra evitar gases)
• Máquina fotográfica
• Quadro da porta de maternidade
• Lembrancinhas
• Livro de assinaturas para visitas e canetas coloridas
• Porta retrato digital – deixarei fotos dos 9 meses passando com músicas de ninar tocando! Que lindooo né?

Se realmente o parto for Normal, os lanchinhos serão comprados de última hora. Se não, prepararei algo especial antes!

Bem, acho que é só! Falta algo? Comentem algo que vocês levaram e foi super útil na maternidade!
Fiquem com fotos das troquinhas e da “malinha” da Pequena! A minha é outra... Não deu tudo junto!











sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Recesso do Blog - De novo!

De coração partido aviso que, definitivamente, cortaram o acesso ao blog e à net aqui no trabalho. Pelo menos dessa vez avisaram com antecedência. A partir de segunda, 08/08, não poderei visitá-las diariamente, nem atualizar o blog com frequência. Mas a net em casa já esta sendo providenciada e assim que der venho aqui deixar notícias.
Espero que antes do nascimento da Pequena eu possa voltar... rs
Sentirei falta de vocês! Peço, imploro: não esqueçam de nós! hehe
Beijinhos no coração de todos e que o Senhor continue abençoando nossas famílias.

Próximo post: mostro a malinha de maternidade e troquinhas que serão usadas pela Clarissa quando nascer.
Fiquem com foto de alguns de seus sapatinhos... Na foto está faltando três, que estava na casa de minha avó!



Quando o pai dela viu tudo junto, só faltou ter um treco. Arregalou os olhos e disse: "Cintia o que é isso? A menina nem vai chegar a usar!"
Coisas de homens que não entende nada do universo feminino. rs

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

30 semanas com você... Editado

Sem foto, pra o maridão não me matar! rs

Parece pouco tempo Filha? Mas não é. Já é mais de ½ ano, mais de 7 meses, 210 dias, 5040 horas... E tanta coisa mudou em nossa vida desde o resultado positivo daquele exame, meu amor! Na minha vida, na vida do papai e de toda a família. Tudo o que fazemos é pensando em você. Jamais poderia imaginar que um bebê ainda na barriga da mãe pudesse causar tantas mudanças.
Se ganhamos algum presente, a maioria deles é destinado a você! E são os que mais gostamos.
Se vamos fazer compras, temos que levar algo pra ti! E olha que você ainda nem nasceu.
Se queremos algo para nós, damos prioridade ao que você precisa! E você nem nos pede nada, ainda.
Nossas vontades ficaram em segundo plano. Primeiro vem você! E fazemos isso com tanto gosto, com tanta dedicação, com tanto amor... Acredito que você deva sentir tudo isso.
Foi assim com a preparação de seu enxoval, de seu quartinho e de todos os seus pertences. Com 30 semanas de gestação e já está tudo pronto. Dou graças a Deus por isso. Por ele ter nos dado oportunidade de fazer tudo do jeitinho que sonhamos pra você.
Entro no seu quarto todos os dias e fico minutos admirando e te imaginando nele. Nunca senti tanto prazer em lavar e cheirar roupas, em ver as mesmas peças várias vezes ao dia, em tocar em sapatinhos, em ajeitar de novo tudo o que já está arrumado. Nunca ouvi tantas vezes a mesma música, nem fiquei admirando certos brinquedos, nem alisei tanto minha barriga... Seu pai também nunca foi tão cuidadoso comigo. Nunca me obrigou tanto a comer, nem nunca fez questão de me abraçar e alisar minha barriga diferentes horas do dia e até da noite como faz hoje. Estou dormindo e sinto-o chegando junto, me abraçando e enfim tocando em você. Ele ama sentir você mexer, sentir você responder aos carinhos intermináveis que ele te dá. Nunca imaginei que poderia ver seu paizinho cantando músicas de ninar pra você. Ele sempre foi meio frio pra demonstrar sentimento, mas com a descoberta de da gravidez ele foi mudando tanto. Me beija e te beija infinitas vezes, me telefona ainda mais vezes do que antes (algo que parecia impossível), faz questão de te ver em todas as ultras (jamais imaginei que ele seria assim), e até conversa e brinca com você, que ainda nem nasceu!
Fico imaginando como será quando você nascer... Como você será? Se terá cabelo, se parecerá comigo ou com ele? Desejo tanto que você tenha meu queixo e meu nariz, e que tenha a boca e olhinhos de seu pai! Ah! As pernas de seu pai são lindas! Espero que você puxe a ele nisso também. Mas por enquanto, juro que ainda não anseio pelo seu nascimento. Você está tão bem guardadinha aqui dentro de mim. Aqui eu posso te proteger de tudo ainda. Você não sente frio, não aspira poluição, não ouve ruídos chatos. Apesar de querer muito ter você aqui conosco, não anseio por esse dia. Na verdade até me preocupo com esse dia. Terei que aprender tantas coisas novas, serão ainda mais mudanças, tenho que encontrar a pessoa certa pra cuidar de você... E tudo parece ser tão difícil. Parece que não existe ninguém melhor do que eu ou seu pai para cuidar de você. E sofro nessa busca.
Não foram somente as idéias, pensamentos e emoções que mudaram nesse decorrer de semanas.
Eu mudei totalmente filha!
Já engordei 10,5kg. Sinto-me gorda, feia! É tão ruim essa parte. Meu cabelo está ainda mais cacheado, minhas celulites se multiplicaram pelas coxas, meu quadril triplicou, minhas coxas e braços dobraram, minhas pernas vivem inchadas... Em compensação: minhas unhas estão lindas, minha pele não mudou, meu rosto e meu nariz não inchou, não criei estrias (ainda), consigo dormir bem a noite inteira (excluindo as 4 ou 5 vezes que tenho que acordar pra ir ao banheiro), não senti dores, não gripei, não tive infecção urinária, não precisei tomar remédio algum...
E apesar de a auto-estima está baixa, eu me sinto a mulher mais feliz do mundo, mais amada do mundo e também a mais completa. Pois comecei a construir com seu pai a família que desejamos desde que iniciamos nosso namoro, há quase 7 anos, e tínhamos a certeza de que nascemos um pro outro! Começamos nossa família por você filha! E que vontade de te dar um cheiro agora... e que vontade de te encher de irmãos...

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Lavar roupa todo dia... que alegria!

Não sei o que ocorreu... O fato é que agora consigo acessar de novo os blogs por aqui. E amei isso! Para recuperar o tempo perdido vamos atualizando tudo que aconteceu nesses dias sem post né?
Como falei, lavei a primeira parte das roupinhas da Clarissa. Foi só a primeira parte mesmo. Acho que terei que dividir as que sobraram em 2 ou 3 dias ainda. Tudo de uma vez cansa.
Fiz questão de lavar tudinho... Pelo menos as roupinhas né? Os lençóis que são mais pesados mandei pra lavanderia com o sabão dela e voltaram super limpinhos e perfumados.
Comecei pelas roupinhas menores, as Rn ou P pequenininhas. As que ela irá usar na maternidade. Enquanto eu não estivesse com a mala dela pronta eu não descansava. Era pesadelo todos os dias!
Separei as peças por cores e mãos a obra... Ou melhor, mãos na água!
Não quis lavar nada na máquina. Acho as roupinhas de bebê tão pequenas, tão frágeis e tenho a impressão de que após lavar na máquina elas nunca serão mais as mesmas.
Então, antes de mais nada, lavei as bacias e baldinhos novos dela. Limpei o lavador com alcool e depois passei água e aí sim peguei nas roupinhas dela.
Comprei o sabão de pedra de coco da Minuano, o Olá bebê líquido amarelo e o amaciante MOn Bijour para bebê.
Como não tenho costume de usar sabão líquido, fiz questão de antes de deixar as roupinhas de molho passar sabão em pedra de coco em cada uma delas. Depois deixei de molho na água e sabão líquido no sol, por 20 minutos... E ao enxaguar, dei uma mergulhada rápida no balde d'água com um pouquinho de amaciante mon bijour...
Depois foi só dá uma leve torcida nas roupinhas e estender, no varal comprado exclusivamente pra ela e pegadores de plástico exclusivos dela.

Maridão ficou até com ciúmes. quando ele pensa em estender nossas toalhas no varal dela, já grito de longe... Ele diz que isso é besteira, talvez seja. Mas continuo por enquanto querendo que os baldes, pegadores e varais sejam exclusivos pra ela.

O cheirinho que ficou em toda a casa foi maravilhoso. De minuto em minuto eu ia lá no varal pra cheirar e ver as roupinhas. Maridão riaaaaaa... Eu tbm! Mas era incontrolável isso. Nunca senti tanto prazer em lavar e cheirar roupinhas.
Depois de secas, passei logo ferro em tudo e guardei. As da maternidade já estão devidamente na mala...

Esse fim de semana, se fizer sol, lavarei a próxima leva de roupinhas...

Fiquem com as fotos desse dia em que a casa sentia ainda mais a presença da Clarissa!










terça-feira, 2 de agosto de 2011

Saudades

Como assim? De repente, consegui acessar o blog da Talita e de lá consegui chegar até o meu. O bloqueio não foi completo por aqui e cá estou eu de volta. Pelo menos, por enquanto!
Que saudadeeeeeeee!
Vou passar a tarde inteira acessando vocês... Se a net me deixar, ca-larrroooo!

1º Sumi do blog de vocês, mas Malu me deixou sabendo de quase tudo que acontecia... Trocamos emails diariamente! rs
2º Fiquei encantada com a Julia e a Rafa. Que princesas lindas e gordassssss!Graças a Deus deu tudo certo no parto da Luisa e da Lu do Deninho. Torci muito por vocês!
3º Estou louca pra ver o Rafa da Rafa Malafaia e super feliz pela Larissa que está se segurando firme e forte na barriga da mamãe Talita.

Saudadesss!

Tanta coisa aconteceu de lá pra cá...
Quartinho da princesa já está mesmo quase concluído. Só falta mesmo colocar as cortinas e uma prancha com o porta trecos em baixo. O resto tá prontíssimo. Todos os dias, entro, sento lá, ligo o móbile de berço de minha Pequena e fico acalentando-a, alisando minha barrigona, e sentindo ela mexer sem parar.
Pois é, do 6º pro 7º mês o que era uma barriguinha, se transformou numa barrigona. Não passo mais despercebida por ninguém. Todos agora dizem que minha barriga está enorme. Fico me achando! Além disso, dizem também que estou linda grávida... Sinceramente? Não me sinto assim... Acordo e durmo com os pés inchados. Sabe aqueles pés gordos, de bolo, mocotós grossos? São os meus! Além disso, meu cabelo também está muito diferente. Disseram que na gestação os cabelos ficam sedosos, bonitos... Não foi o meu caso. Meu cabelo que tinha os cachos definidos, agora está ainda mais cacheado e feio. A escova não fica nele por mais de 2 dias. Antes eu passava até uma semana! Realmente não me acho bonita. Canso de tirar fotos minhas e apagar depois. Me acho gorda, feia! Mas fazer o que? depois tento tirar o prejuízo. Incrível como apesar de a autoestima estar lá em baixo, eu me sinto feliz!

Feliz, feliz feliz!

Agora com quase 30 semanas... Faltam apenas 10, pelo menos na teoria né? Falta tão pouco. Parece que foi ontem que dei a notícia por aqui que estava esperando o bebê mais desejado do mundo! Passou rápido... Até mais rápido do que eu queria. Ainda tenho tanta coisa pra fazer. Quero começar a ler o livro da Tracy, mas cadê tempo?

Pelo menos comecei a lavar as roupinhas dela. As roupinhas miudinhas, que serão usadas na maternidade já foram lavadas e devidamente passada a ferro. Já estão empacotadas nos saquinhos e postas na malinha de maternidade... Vocês sabem que sou mesmo adiantada né? Enquanto eu não fizesse a mala não descansava.

Aos poucos vou postando fotos de tudo pra vocês... Está tudo tão lindoooooo!

Fiquem com algumas fotinhas do quartinho da Pequena. Está ficando assim...

Trocador com muitas flores pra distrair a Pequena

Ao lado do bercinho, muitas flores e borboletas

Enfeites na cômoda da Flor - abajour apagado e acesso!


Porta maternidade que depois ficará em cima do bercinho dela, na entrada do quarto


E os papais dela fazendo sua última viagem longa! Definitivamente não dá mais!