sábado, 30 de junho de 2012

Clarissa: gulosa, corajosa e teimosa.

Eu fiz questão de vir aqui, antes do post de 9 meses da Flor. Pois é, já já ela faz 9 meses. Fico pensando em todos os bebêzinhos que nasceram quase juntinhos dela e ainda os vejo RN, lembro das mamães aqui tirando dúvidas a respeito da maternidade. E agora já temos uns bebês com vontades, que quase andam ou falam pelos cantos né?
Voou né meninas:?
Fiz tantas amizades por aqui, que não quero abandonar de jeito nenhum nosso blog. Pometo visitar a todas nessa semana, e fazer pelo menos um post semanalmente. Vou tentar cumprir com isso tá?

Como andam vocês?

Por aqui tenho uma bebê super serelepe. Continua comendo de tudo, sem fazer cara feia pra nada. A menina não pode ver ninguém comendo que começa a mastigar... É muito engraçado. Ela fixa o olhar em nossa comida, parece realmente comer com os olhos e fica mastigando. rs Já disse ao meu marido que ela ainda vai nos matar de vergonha, mas por enquanto, o negócio está só engraçado.

Sobre a gula da Clarissa tem dois episódios que não posso deixar de registrar. Tenho certeza de que quando ela ouvir essas histórias, maiorzinha, morrerá de rir. Fomos ao supermercado, e quando estávamos já acabando as compras, colocamos no carrinho o danoninho dela. Quando ela viu na minha mão o danoninho, começou a gritar - pedindo. Eu pedi calma, e disse que ia dar. Fomos pra fila, sentamos e comecei a dar. Sempre dou 2 de uma vez, porque acho muito pequeno pra gula dela. Quando acabou o primeiro potinho a garota abriu o maior berro, sem nem me dar tempo de abrir o segundo. Acho que ela queria que eu abrisse os dois de uma vez, pra não perder tempo. O snehor que estava sentado ao lado lendo jornal, arregalou os olhos olhando pra nós. Creio que ele pensou que dei algum beliscão na menina, pra ela gritar daquele jeito. Dei o segundo potinho. E na última colherzinha, já fui avisando baixinho: "filha, é a última tá?". Gente, quando a menina sentiu o pouquinho de danoninho na boca, gritou, gritou, gritou. A menina fez um escândalo. Meu marido que estava colocando as coisas pra passar no caixa, morto de vergonha, mandou eu dar outro. Mas peraí, 3 danoninhos??? É demais! Não. Ela está satisfeita. Deixa ela chorar. Juntou o sono e a gula e num deu outra. A menina chorava, gritava, se esperniava, e todo mundo me olhando. rs Tentando imaginar o que eu teria feito. Fui conversando com ela, tentando acalmá-la. Nada dava jeito. Suspendemos o jantar fora e bastou o carro andar um pouco, a pequena dormiu. Aff que sufoco.
Outro dia, em casa, dei o leitinho dela antes de nosso jantar, para que ela não ficasse pedindo nossa comida. Mas na hora do jantar, a menina queria nossa comida mesmo assim. Mesmo de bucho cheio. Sugeri ao marido que déssemos seu primeiro pedaço de pão (seda). Ele deu. Ela foi comendo sozinha devagarzinho. Quando terminou, pediu mais. Ela pede mesmo. Olha pra sacola de pão, aponta, e fala: "an an an". Gente, eu devia estar com uma câmera pra filmar a garotinha comendo o seu segundo pedaço de pão. Ela comia na maior rapidez e não tirava o olho da sacola. Entendendo que se comesse e terminasse logo, ganharia mais. A gente mal conseguia tomar café de tanto que ríamos. Não deu noutra, pela primeira vez, Clarissa se engasgou. O pai ficou logo nervoso, sacolejou a menina, e quase a matou de susto. Eu a peguei com calma, vi se conseguia tirar o pão da boca dela, mas nada. Coloquei-a de bruços e comecei a bater nas costinhas. Ela chorava, ficou logo vermelha, engasgada mesmo. E o pai nervoso. Até que de repente, ela deu um arroto e botou tudo pra fora. Imediatamente, juro que não estou mentindo, ela parou de chorar, olhou pra sacola de pão e gritou: "me dá". kkkkkkkkkkkk Até hoje rimos disso. Já vínhamos ensinando a falar mas essa foi a primeira vez que ela disse me dá!

No mais tudo ótimo. Ela já fala, mamãe - foi a sua primeira palavra e chorei pra me acabar, me dá, nenê e papai. Papai foi a última. Ah, ela as vezes também fala Não. Ela tem ouvido muito isso mesmo.
Ela é teimosa, a gente diz não, mas ela insiste.
Também é corajosa. Engatinha tudo, e não quer mais ficar de 4 pés no chão. Agora quer andar pra lá e pra cá. Se apoia em tudo que vê pela frente e segue andando. Acredito que até os 10 meses ela consiga caminhar sozinha!

Clarissa amou as festas juninas. Não teve medo dos fogos, nem da fogueira, nem da fumaça. De nada. Se encantou com as bandeirinhas, balões e com as quadrilhas.
E nos encanta a cada dia mais!

sábado, 9 de junho de 2012

8 meses com Clarissa e muitos posts em atraso



Parece que agora só apareço aqui de mês em mês NE? Sinto muita falta do blog, de acompanhar a vida dos bebês lindos que amo por aqui. Queria muito ver a festinha do Noah que deve ter sido linda e acompanhar tudo que anda acontecendo por aqui, mas o fato é que o tempo é curtíssimo. E o pouco tempo que me resta eu aproveito pra ficar com minha bebezinha linda.
Estou com vários posts prontos sem ser postados. Quem sabe ainda posto por aqui, ou então deixo como rascunho salvo, porque já são tão antigos. A volta ao trabalho, o Dia das Mães, as travessuras da Clarissa... Sempre tento escrever pra não perder  o registro de tudo, mas o tempo de vir postar realmente não tenho. Quero ter um dia pra fuçar os blogs das amigas, mas parece que um dia só é pouco para me atualizar em tudo...
Saudades!!!
Hoje Clarissa faz 8 meses. Que delícia essa fase. E o foco agora é sua festinha de 1 ano. Como está pertoo! Parece que foi ontem que essa bebê nasceu. Todo post de mês eu falo isso, mas é verdade.
Clarissa tem nos dado cada dia mais alegrias. Hoje mesmo ela acordou cedinho, antes das 6h... parecia saber que estava fazendo 8meses. E queria festa! Já acordou conversando e sorrindo, como de costume. E queria colo. E queria o meu colo. Não pude dar todo mimo que ela merece. Estou pegando no trabalho as7h da manhã. Então fiz seu leitinho, troquei fraldinha e dei ela pro papai. Ela tomou o leitinho quietinha com ele, mas depois quando me viu toda pronta, começou a estender os bracinhos e chorar dizendo mama mama mama. Tem como não partir meu coração???
Expliquei que tinha que trabalhar, mas que cedinho voltava pra ficar com ela. Acho que ela entendeu.
Clarissa é uma bebê super esperta. Coisa de mãe coruja??? Agora está na fase de só querer ficar em pé. Engatinha a casa toda. Na verdade ela mal quer colo. Quer mesmo estar no chão. E quando ver qualquer apoio, vai lá e se levanta nele. Não é aquelas bebês teimosas. Sabe muito bem o que é um não. Quando começou a engatinhar vivia indo mexer nas coisas do rack, mas conversei, disse que não podia, e ela prontamente entendeu. Quando insiste em ir reinar lá, eu falo NÂO e ela prontamente entende, olha pra mim e chora. Rs Mas desiste de ir lá.
Ela está ensaiando falar mamãe. Na verdade quando chora sempre fala mamã mamã e estende os bracinhos pra mim. Mas de fato ainda não falou mamãe.
É sorridente. Não pode ver a câmera que já olha fixo pra lente e abre um sorriso. Eu amooo!
É comilona. Não pode ver ninguém comendo que quer também. Até agora não dei biscoitos, nem nada doce. Estou evitando ao máximo os industrializados. Só está nas frutinhas e papinhas salgadas – sem sal -  e uma vez por semana dou dois chambinhos de uma só vez pra ela de lanche. Detalhe: mesmo tomando dois de uma vez, ela ainda chora querendo mais. Kkk
De fato ela é muito boa de boca e dar gosto inovar nas comidinhas dela. Ela aceita tudo numa boa, abre maior bocão. A coisa mais rica do mundo.
Ama tomar banho, mas ultimamente tem sido uma guerra pra vesti-la. Ela se joga pra trás chorando. Estou notando que ela está começando a ficar geniosa. Sábado,  dia 02, ela fiou com raiva de mim e com não fiz o que ela queria, ela prontamente me deu uma mordida. Acredita nisso? Fiquei pasma. E num é que aqueles dois dentinhos doem pra caramba! Coloquei-a no berço e falei em alta voz que ela não podia fazer aquilo. Ela chorava alto, estendia os braços pra mim, falando mamã. Parecia entender que estava levando uma bronca. Meu coração ficou partido, mas eu tive que ser firme. Acho que agora o gênio dela está se formando e eu tenho que começar a educá-la. Repeti olhando nos olhinhos dela que aquilo era feio, que ela não podia me morder, ela soluçava de chorar. Own que dó!
Quando chego do trabalho ela faz a maior alegria. Quando ouve o barulho do portão, já começa a sorrir, estica as perninhas e bracinhos. É uma alegria que faz meu coração transbordar de amor.
Os preparativos pro aniversário dela estão a mil. Mesmo fazendo num salão, quero participar dos detalhes. E fiz questão de fazer os personalizados, e algumas lembrancinhas. Com tanto amor e dedicação, não vai ter como não ficar lindo!
Mas de resto continua tudo ótimo. Ela é super saudável, e louvo a Deus por isso. Mega carinhosa, comportada. Aonde chega faz sucesso. Está super conversadeira e carinhosa. E eu não vejo a hora de vê-la correndo pela casa, caindo, levantando, chamando mamãe e papai.