domingo, 8 de julho de 2012

Clarissa fez 9 meses. E o corãção acelera. Tudo agora está voltado para sua festinha de 1 ano. Foi difícil escolher o tema. Melhor dizer, definir de verdade. Porque no fundo eu sempre quis um Jardim cheio de passarinhos, mas cada dia apareceu uma decor diferente, tema novo e eu ficava balançada. Até que me decidi e pronto, comecei com os preparativos.
Eu queria fazer algo íntimo, em casa mesmo, mas peguei uma promoção imperdível num salão de festas famoso de Maceió e aí fechei negócio. A festa continuará sendo íntima. Não porque eu só queira os íntimos. Por mim chamaria toda a família e conhecidos que tenham crianças, mas festa infantil é um absurdo de cara e a mamãe aqui ainda não ganhou na mega. E mesmo se ganhasse, não sei se gastaria tanto numa festa.
Muitas coisas eu mesma estou fazendo. Personalizando tudo, fazendo tags, criando surpresas pros convidados. Serão apenas 60 convidados. E pra essa lista fechar foi a coisa mais difícil do mundo. Então fiz questão de convidar quem tem criança e quem se importa com ela, sempre ligando pra saber como está, que fez questão de vir visitá-la quando nasceu, que sempre comenta pelo face, blog... O que adianta chamar um tio meu que nem a conhece? Ou uma maiga que tem criança mas que nunca veio visitá-la? Suprimi o máximo e fechamos.
Estou a mil.
Nem sei se estarei em Maceió, na época da festa. Porque tudo indica que o curso de formação da PRF será em agosto e passarei 3 meses em Brasília, se passar no TAF, mas estou pensando que tudo vai dar certo, em nome de Jesus!
|Por isso estou correndo contra o tempo. E já tem muita coisa pronta. Curiosas? Em outubro vocês verão tudo.

A Clarissa está uma gostosura. Quase andando. E aprendeu a fazer caretinha. Quando está feliz ri e faz uma caretinha junto. É uma delícia!
Já tem muitas vontades. E grita e se esperneia para ser ouvida.
No mais é calma.

Ainda usa roupinhas M e fraldas pampers M. Come tudo que damos. até agora nada de açúcar em sua alimentação. Só coisinhas saudáveis. Ela amaaaaa!

Ontem foi seu primeiro banho de piscina. Ela não teve medo momento algum. Quando entrou na água dava gritinhos de alegria e mexia perninhas e braços sem parar. Isso me derreteu inteirinha. É muito cute, é muito linda, é muito amada!





sábado, 30 de junho de 2012

Clarissa: gulosa, corajosa e teimosa.

Eu fiz questão de vir aqui, antes do post de 9 meses da Flor. Pois é, já já ela faz 9 meses. Fico pensando em todos os bebêzinhos que nasceram quase juntinhos dela e ainda os vejo RN, lembro das mamães aqui tirando dúvidas a respeito da maternidade. E agora já temos uns bebês com vontades, que quase andam ou falam pelos cantos né?
Voou né meninas:?
Fiz tantas amizades por aqui, que não quero abandonar de jeito nenhum nosso blog. Pometo visitar a todas nessa semana, e fazer pelo menos um post semanalmente. Vou tentar cumprir com isso tá?

Como andam vocês?

Por aqui tenho uma bebê super serelepe. Continua comendo de tudo, sem fazer cara feia pra nada. A menina não pode ver ninguém comendo que começa a mastigar... É muito engraçado. Ela fixa o olhar em nossa comida, parece realmente comer com os olhos e fica mastigando. rs Já disse ao meu marido que ela ainda vai nos matar de vergonha, mas por enquanto, o negócio está só engraçado.

Sobre a gula da Clarissa tem dois episódios que não posso deixar de registrar. Tenho certeza de que quando ela ouvir essas histórias, maiorzinha, morrerá de rir. Fomos ao supermercado, e quando estávamos já acabando as compras, colocamos no carrinho o danoninho dela. Quando ela viu na minha mão o danoninho, começou a gritar - pedindo. Eu pedi calma, e disse que ia dar. Fomos pra fila, sentamos e comecei a dar. Sempre dou 2 de uma vez, porque acho muito pequeno pra gula dela. Quando acabou o primeiro potinho a garota abriu o maior berro, sem nem me dar tempo de abrir o segundo. Acho que ela queria que eu abrisse os dois de uma vez, pra não perder tempo. O snehor que estava sentado ao lado lendo jornal, arregalou os olhos olhando pra nós. Creio que ele pensou que dei algum beliscão na menina, pra ela gritar daquele jeito. Dei o segundo potinho. E na última colherzinha, já fui avisando baixinho: "filha, é a última tá?". Gente, quando a menina sentiu o pouquinho de danoninho na boca, gritou, gritou, gritou. A menina fez um escândalo. Meu marido que estava colocando as coisas pra passar no caixa, morto de vergonha, mandou eu dar outro. Mas peraí, 3 danoninhos??? É demais! Não. Ela está satisfeita. Deixa ela chorar. Juntou o sono e a gula e num deu outra. A menina chorava, gritava, se esperniava, e todo mundo me olhando. rs Tentando imaginar o que eu teria feito. Fui conversando com ela, tentando acalmá-la. Nada dava jeito. Suspendemos o jantar fora e bastou o carro andar um pouco, a pequena dormiu. Aff que sufoco.
Outro dia, em casa, dei o leitinho dela antes de nosso jantar, para que ela não ficasse pedindo nossa comida. Mas na hora do jantar, a menina queria nossa comida mesmo assim. Mesmo de bucho cheio. Sugeri ao marido que déssemos seu primeiro pedaço de pão (seda). Ele deu. Ela foi comendo sozinha devagarzinho. Quando terminou, pediu mais. Ela pede mesmo. Olha pra sacola de pão, aponta, e fala: "an an an". Gente, eu devia estar com uma câmera pra filmar a garotinha comendo o seu segundo pedaço de pão. Ela comia na maior rapidez e não tirava o olho da sacola. Entendendo que se comesse e terminasse logo, ganharia mais. A gente mal conseguia tomar café de tanto que ríamos. Não deu noutra, pela primeira vez, Clarissa se engasgou. O pai ficou logo nervoso, sacolejou a menina, e quase a matou de susto. Eu a peguei com calma, vi se conseguia tirar o pão da boca dela, mas nada. Coloquei-a de bruços e comecei a bater nas costinhas. Ela chorava, ficou logo vermelha, engasgada mesmo. E o pai nervoso. Até que de repente, ela deu um arroto e botou tudo pra fora. Imediatamente, juro que não estou mentindo, ela parou de chorar, olhou pra sacola de pão e gritou: "me dá". kkkkkkkkkkkk Até hoje rimos disso. Já vínhamos ensinando a falar mas essa foi a primeira vez que ela disse me dá!

No mais tudo ótimo. Ela já fala, mamãe - foi a sua primeira palavra e chorei pra me acabar, me dá, nenê e papai. Papai foi a última. Ah, ela as vezes também fala Não. Ela tem ouvido muito isso mesmo.
Ela é teimosa, a gente diz não, mas ela insiste.
Também é corajosa. Engatinha tudo, e não quer mais ficar de 4 pés no chão. Agora quer andar pra lá e pra cá. Se apoia em tudo que vê pela frente e segue andando. Acredito que até os 10 meses ela consiga caminhar sozinha!

Clarissa amou as festas juninas. Não teve medo dos fogos, nem da fogueira, nem da fumaça. De nada. Se encantou com as bandeirinhas, balões e com as quadrilhas.
E nos encanta a cada dia mais!

sábado, 9 de junho de 2012

8 meses com Clarissa e muitos posts em atraso



Parece que agora só apareço aqui de mês em mês NE? Sinto muita falta do blog, de acompanhar a vida dos bebês lindos que amo por aqui. Queria muito ver a festinha do Noah que deve ter sido linda e acompanhar tudo que anda acontecendo por aqui, mas o fato é que o tempo é curtíssimo. E o pouco tempo que me resta eu aproveito pra ficar com minha bebezinha linda.
Estou com vários posts prontos sem ser postados. Quem sabe ainda posto por aqui, ou então deixo como rascunho salvo, porque já são tão antigos. A volta ao trabalho, o Dia das Mães, as travessuras da Clarissa... Sempre tento escrever pra não perder  o registro de tudo, mas o tempo de vir postar realmente não tenho. Quero ter um dia pra fuçar os blogs das amigas, mas parece que um dia só é pouco para me atualizar em tudo...
Saudades!!!
Hoje Clarissa faz 8 meses. Que delícia essa fase. E o foco agora é sua festinha de 1 ano. Como está pertoo! Parece que foi ontem que essa bebê nasceu. Todo post de mês eu falo isso, mas é verdade.
Clarissa tem nos dado cada dia mais alegrias. Hoje mesmo ela acordou cedinho, antes das 6h... parecia saber que estava fazendo 8meses. E queria festa! Já acordou conversando e sorrindo, como de costume. E queria colo. E queria o meu colo. Não pude dar todo mimo que ela merece. Estou pegando no trabalho as7h da manhã. Então fiz seu leitinho, troquei fraldinha e dei ela pro papai. Ela tomou o leitinho quietinha com ele, mas depois quando me viu toda pronta, começou a estender os bracinhos e chorar dizendo mama mama mama. Tem como não partir meu coração???
Expliquei que tinha que trabalhar, mas que cedinho voltava pra ficar com ela. Acho que ela entendeu.
Clarissa é uma bebê super esperta. Coisa de mãe coruja??? Agora está na fase de só querer ficar em pé. Engatinha a casa toda. Na verdade ela mal quer colo. Quer mesmo estar no chão. E quando ver qualquer apoio, vai lá e se levanta nele. Não é aquelas bebês teimosas. Sabe muito bem o que é um não. Quando começou a engatinhar vivia indo mexer nas coisas do rack, mas conversei, disse que não podia, e ela prontamente entendeu. Quando insiste em ir reinar lá, eu falo NÂO e ela prontamente entende, olha pra mim e chora. Rs Mas desiste de ir lá.
Ela está ensaiando falar mamãe. Na verdade quando chora sempre fala mamã mamã e estende os bracinhos pra mim. Mas de fato ainda não falou mamãe.
É sorridente. Não pode ver a câmera que já olha fixo pra lente e abre um sorriso. Eu amooo!
É comilona. Não pode ver ninguém comendo que quer também. Até agora não dei biscoitos, nem nada doce. Estou evitando ao máximo os industrializados. Só está nas frutinhas e papinhas salgadas – sem sal -  e uma vez por semana dou dois chambinhos de uma só vez pra ela de lanche. Detalhe: mesmo tomando dois de uma vez, ela ainda chora querendo mais. Kkk
De fato ela é muito boa de boca e dar gosto inovar nas comidinhas dela. Ela aceita tudo numa boa, abre maior bocão. A coisa mais rica do mundo.
Ama tomar banho, mas ultimamente tem sido uma guerra pra vesti-la. Ela se joga pra trás chorando. Estou notando que ela está começando a ficar geniosa. Sábado,  dia 02, ela fiou com raiva de mim e com não fiz o que ela queria, ela prontamente me deu uma mordida. Acredita nisso? Fiquei pasma. E num é que aqueles dois dentinhos doem pra caramba! Coloquei-a no berço e falei em alta voz que ela não podia fazer aquilo. Ela chorava alto, estendia os braços pra mim, falando mamã. Parecia entender que estava levando uma bronca. Meu coração ficou partido, mas eu tive que ser firme. Acho que agora o gênio dela está se formando e eu tenho que começar a educá-la. Repeti olhando nos olhinhos dela que aquilo era feio, que ela não podia me morder, ela soluçava de chorar. Own que dó!
Quando chego do trabalho ela faz a maior alegria. Quando ouve o barulho do portão, já começa a sorrir, estica as perninhas e bracinhos. É uma alegria que faz meu coração transbordar de amor.
Os preparativos pro aniversário dela estão a mil. Mesmo fazendo num salão, quero participar dos detalhes. E fiz questão de fazer os personalizados, e algumas lembrancinhas. Com tanto amor e dedicação, não vai ter como não ficar lindo!
Mas de resto continua tudo ótimo. Ela é super saudável, e louvo a Deus por isso. Mega carinhosa, comportada. Aonde chega faz sucesso. Está super conversadeira e carinhosa. E eu não vejo a hora de vê-la correndo pela casa, caindo, levantando, chamando mamãe e papai.



domingo, 6 de maio de 2012

7 meses com Clarissa - A volta ao trabalho dói

 04/05/2012

Ai que aperto me dá no peito de pensar, dizer e afirmar que hoje já faz sete meses que você chegou. Não me canso de dizer o quanto tudo passou tão rápido. E eu queria muito poder ficar o resto dos meus dias coladinha em você, vigiando seus passinhos, te levantando nos teus tropeços, te dando carinho quando você quiser colo... Dia 10 já tenho que voltar a trabalhar, e sinceramente, por mais que eu venha me preparando para esse dia, durante todos esses meses, sinto que nunca uma mãe está preparada para deixar seu filho em casa ou numa creche, seja com quem for, para ir trabalhar. Afinal, por que mesmo nós temos que trabalhar hein? Quem inventou isso? Snifff

Vamos pular essa parte né filhota? Vamos falar de seu desenvolvimento... Você anda cada dia mais grudada em mim. Estende os bracinhos direto pra vir pro meu colo, alisa meu rosto, toca e ri com meus cabelos, e isso me deixa ainda mais derretida por você. Esses dias você aprendeu a “falar”. E agora haja ouvido ! É um tal de an an an. E se a gente não te atende logo você faz cara feia e aumenta o tom de voz: “AN AN AN”. Agora sua vida é viver no chão. Aprendeu a engatinhar, ainda não totalmente, mas já se locomove desse jeito. Você dar os passinhos com as pernas, mas ainda não aprendeu que os bracinhos também vão pra frente, então cai no chão e recomeça. Mas rapidinho chega aonde você quer. Geralmente colocamos um celular ou controle remoto para você ir pegar e num instante você chega. Hoje pela primeira vez, você conseguiu sozinha, ficar de pé no berço. Estava arrumando seu quartinho, quando ouço você puxando papo comigo. Quando olhei pro berço levei o maior susto. Você estava segurando com as duas mãosinhas na grade e em pezinha. Corri pra pegar a câmera e consegui filmar você subindo e descendo, várias vezes. Lindaaaa!
Você está numa fase que tudo você quer. Não pode nos ver com nada na mão que quer. E tudo coloca na boca. Então por várias vezes temos que te dar um Nâo, e você não gosta muito disso. Chora, se joga pra trás, faz bico, mas não cedemos. E aos poucos você vai aprender, que esse “não” é pro seu bem. O mais engraçado é quando estamos comendo. Comer na sua frente é algo quase impossível de fazer. A não ser que a gente não queira comer, e sim te dar comida. Você quer tudo que comemos, e se não te damos você faz um escândalo. É um choro que não tem ouvido que aguente! Seu pai disse que agora tem uma concorrente forte em casa, pois basta você vê-lo com alguma fruta na boca que começa a pedir, e se não é atendida, chora muito. Ele claro, sempre super paciente, faz teus gostos.
Nosso amor e encantamento por ti só aumenta a cada dia. Te achamos tão esperta, tão linda, tão fofa... E comentamos, entre nós mesmo o quanto Deus foi generoso conosco. Agradecemos por isso. As vezes seu pai fala que não quer demorar muito pra te dar um irmão ou irmãzinha. Eu digo que quero te curtir mais. E já perguntei várias vezes a ele e a mim mesma: será que conseguirei amar outro filho com a mesma intensidade com que te amo? Por que é tanto amor, tanto amor, que é difícil imaginar existir algo igual por outra pessoa. Espero que sim!

terça-feira, 24 de abril de 2012

De volta com alguns registros

Gente estou super na correria. E confesso: o face tá acabando com minhas postagens no blog. Lá encontrei várias pessoas aqui do blog, tenho contato com os babys amados, e ´daí acabei deixando de vir aqui. Mas tem muita gente que não está lá que sinto falta, como a mamãe moderna, a bicho mãe, a Pris mãe do Noah que mal posta lá, a Tarci, a Bruninha e tantos outros. E também é aqui que registro tudo que acontece com Clarissa, por isso não posso sumir por muito tempo.

Vamos lá... Atualizando vocês!

Concurso PRF. Não fiz o teste físico. Não estava preparada na época, então entrei na justiça e o juiz concedeu liminar prorrogando a tal teste para 2 meses depois. E esses dois meses já irão se tornar completos agora no dia 04/05. Estou na expectativa de eles marcarem a data e eu finalmente ir fazer o teste. Creio que passo. Ainda não estou 100%, mas estou 90%. E na hora a adrenalina ajuda.

Agora vamos aos registros.
O primeiro dentinho de Clarissa nasceu quando ela completou 6 meses. Exatamente no dia 04/04 ele rasgou. Ela não teve febre, nem ficou abusadinha. Ele simplesmente saiu. Agora o do lado está prestes a sair e sinto ela abusada algumas vezes. Grita, morde, mas tudo bem...

Dia 08/04 ela tomou seu primeiro banho de Rio. Foi em Traipu, no Rio São Francisco. Saimos cedinho de casa, fizemos a travessia de barco e ela se encantou com tudo. Quando viu aquele monte de água junto ela, que é um peixinho fora dágua, começou a bater as perninhas e logo fomos dar seu banho. Ela ficou boba, encantada. Fez o maior sucesso na beira do Rio de óculos escuros, maiô e chapéu de praia. Linda! Nesse mesmo dia ela chupou sua primeira manga. Fez a maior lambuzeira se deliciando na manga e por sorte não teve diarréia!

Dia 14/04 ela iniciou alimentação com papinha de sal, sem sal feita pela mamãe aqui. A garotinha estranhou no começo, fez cara feia, mesmo assim comeu umas três colherzinhas. depois não quis mais. No dia seguinte copmeu tudo que ofereci.

Depois da papinha de sal, a minha bebezinha pasosu 3 dias sem fazer coco e dia 18/04 passamos o maior de todos os perrengues desde o dia que ela havia nascido. Ela estav sofrendo bastante com prisão de ventre e gritava, gemia, ficava roxa de dor. Quando vi o estado do bumbum dela pensei que iria rasgar tudo, tive pesadelos a noite inteira. Por sorte eu tava em casa, fiz massagem, coloquei supositório, ajudei com dedo e cotonete e finalmente conseguimos tirar o bendito. E que bendito!!! Resultado: aprendi que cenoura prende, e tirei da alimentação da Pequena. Também todos os dias estou dando mamão ou papinha de ameixa para que ela não sofra mais com isso. Tá dando certo.

Está sendo muito prazeroso viver essa fase com ela. Sentar com ela e brincar, dar comidinha na boca, ver toda sua esperteza, agitação. Ver ela tentando se equilibrar em pezinha nos cantos. Ai que fofa!
A bebê que antes não recalmava por nada, agora está cheia de vontades. Chora quando custamos para dar a próxima colherada de papinha, quando não damos o que ela quer.
E ontem ela me encheu de emoção quando conseguiu pela primeira vez dar dois passinhos engantinhando. Ela já ficava na posição de engantinhar, mas até então não conseguia se mover de tal maneira. Ontem ela conseguiu.

Lindaaaaa! Vc me enche de orgulho meu amor.

Estou sofrendo de pensar que dia 10 terei de voltar a trabalhar e te deixar em casa. Mas não vamos falar disso agora né? vamos não!





Fiquem com fotos!

quarta-feira, 4 de abril de 2012

6 meses com Clarissa

Sumi e voltei por um bom motivo. Clarissa hoje faz 6 meses... Outro dia conto todas as novidades, e mato a saudade com todas minhas amigas blogueiras. Mas hoje o dia é só dela... Então vamos lá!

"Filha, 6 meses com você! E é difícil acreditar que já estamos meio ano com você. Consigo me lembrar com detalhes do dia que você nasceu. E vez ou outra ainda me pego chorando lembrando daquele dia. Viver com você parece magia. Tudo, simplesmente tudo, você consegue transformar em alegria. Mesmo nos dias que estou na TPM ou pra baixo, seu sorriso consegue ativar minha forças de uma forma que eu jamais imaginei.
No início, quando eu me pegava parada no berço, chorando ao te ver dormir, eu pensava que logo aquilo iria passar. Que era coisa de mãe de primeira viagem e que aquela emoção não ia estar a flor da pele pra sempre. Também pensei que não existisse momento mais emocionante que o dia em que te vi pela primeira vez e que seria impossível sentir um amor maior do que o que eu já snetia por ti.
Me enganei tanto filha. Porque ainda hoje me pego parada na frente do teu berço, chorando ao te ver dormir. Amo te ver dormir. Um sono calmo, tranquilo, lindo. E parece que ainda não acredito que você, a perfeição em bebê, nasceu de meu ventre, fruto do amor de seu pai e eu. Consegui snetir emoção maior do que o dia em que você veio ao mundo, quando te ver sorrir bem alto, gargalhar pela primeira vez. Eu chorava de alegria, de emoção. E ainda hoje quando você dá suas gargalhadas eu continuo me emocionando. E o amor que parecia não poder mais crescer, cada dia cresce, infinitamente mais. De um jeito que dói quando tenho que sair sem você. De um jeito que dói quando te vejo chorar por algum motivo, mesmo que seja por dengo.
Amo tudo que há em você minha bebezinha.
Amo te dar carinho, te dar colo, te dar dengo. E isso não te faz mal algum. Muitas pessoas diziam pra eu não te mimar, pra você não ficar mal acostumada. Mas te mimo de todas as formas, e você mesmo assim prefere muitas vezes, dormir sozinha em seu bercinho, com sua fraldinha, do que em meu colo. Acho que você será independente como eu. Gostará de fazer suas coisas sem incomodar as pessoas. Mas te falo logo filha, mamãe estará sempre do seu lado, pra te ajudar no que você precisar, sempre!
É tão lindo, quando você acorda! Você fica em seu bercinho quietinha, conversando. Nem faz barulho. Aí quando chego e falo: bom dia princesa, você já me procura sorrindo e estende os bracinhos pra eu te pegar. Meu dia smepre começa bem.
Você já está ficando sentadinha. Vez ou outra ainda desequilibra e por isso não te deixo no chão. Só te deixo no sue tapete de eva, porque amortece, caso você caia. Você já está tomando suquinhos e comenbdo frutinhas. Fico boba, porque até agora você não fez careta pra nada. Come tudo sorrindo, batendo as mãozinhas na cadeirinha quando engole o que está na boca, como quem quisesse dizer: terminei mamãe, manda mais! Até um chá ruim, de raiz de sapé que te dei pra evitar reações quando os dentinhos nascer, você tomou, todinho, sem pestanejar.
Você está enorme. É difícil as pessoas acreditarem que você tem apenas 6 meses. Já senta, já come, já estende os bracinhos quando quer ir pra pessoa, já vira o corpinho quando não que ir... As pessoas te acham muito precoce, evoluída. Mas pra mim você ainda é aquela bebezinha indefesa, imatura, que nasceu há 6 meses.
Sua chegada mudou minha vida por completo. O amor que sentia pelo seu pai se multiplicou de uma forma incrível. Estamos mais unidos ainda e mais carinhosos um com o outro. Ver você em nosso meio só aumenta nosso amor. Te amamos tanto filhinha.
Nosso amor é tão garnde por ti que decidimos entregar toda nossa vida pra Deus, e a sua também. Não queremos te ver no meio desse mundo cruel, cheio de violência e crueldade. Então começamos a ir a igreja, me converti e você ama o lugar. Adora assistir desenhos bíblicos e eu amo te ver assim. Já fico imaginando você daqui uns dias, correndo pela casa, dando gritinhos, falando mamãe e papai. Do jeito que estamos não demorará muito pra isso.
E já estou a mil na organização de sua festinha de 1 ano. Serpa simples, em casa, pros mais íntimos, mas com certeza será linda, porque a estrela da festa é você.
Te amooo demais!

sexta-feira, 2 de março de 2012

...

Sumi... Eu precisava um pouco disso. Chorava dia e noite, me culpava por não está preparada para o teste físico tão esperado, me desesperava por o dia de voltar a trabalhar estar tão próximo, me angustiava por ter que deixar minha bebezinha sozinha com a babá para ir à academia... Tudo era motivo para lágrimas, tudo era choro. De repente, parei e pensei: poxa o meu maior sonho está aqui comigo. Realizado! Concretizado! Sou mãe de uma menina linda, esperta saudável. Que só chora quando está com fome, que nunca teve uma febre, que sorri assim que acorda. Que mais eu poderia querer? Mas não é só isso! Tenho um marido maravilhoso. Tenho um emprego estável. Certo que ainda não ganho o quanto queria, mas estou podendo passar 7 meses em casa, recebendo meu salário, sem me preocupar de voltar logo para não ser demitida. Tenho um carro, não é novo, mas tenho. Maridão também não anda a pé. Tenho uma casa de praia. E amanhã estarei de mudança para a minha casa própria. A casa dos meus sonhos. Onde pretendo fazer a festinha de 1 ano da Clarissa de tanto espaço que dispõe... E por que ficar me lamentando por algo que talvez não era pra ser?
Claro que continuo mega sensível, claro que não desisti, mas o fato é que resolvi descansar no Senhor, já que ele tem me dado tantas coisas boas nos últimos anos. Estou fazendo minha parte. Treinando feito louca, dia e noite. Agora na academia e no pilates. O último é ótimo para melhorar o condicionamento físico e minha prima Presla, que é fisio, está me dando aulas grátis. Obrigada mais um vez meu senhor!
Bem, o fato é que 1 mês foi de fato muito pouco para eu me preparar. O teste será dia 10, e já decidi entrar com liminar e mandado de segurança para prorrogar o teste para mim. Ainda não consigo fazer barra e o médico me proibiu de tentar, pois doia muito o útero. Em meio a tantas dívidas por conta da construção da casa, tivemos que tirar da cartola 4mil reais para pagar ao advogado. E falta de dinheiro, quem já passou, sabe como aflige. Estava nervosa, ansiosa, tendo pesadelos dia e noite por conta de tudo isso.
É duro ser pobre todos os dias! rs
Mas como eu disse: estou descansando no Senhor. De repente ele faz um milagre no dia 10, e eu consiga ficar bem leve e passar nesses testes. Creio nisso. Vou tentar! Se não, tentaremos pela justiça e se não der, é porque ele reserva algo melhor pra nós. Eu creio!

Nos momentos ruins de nossas vidas relembramos como Deus nos faz fortes. Tenho sentido uma necessidade enorme de me encontrar com Deus esses dias. De enfim, procurar uma igreja certa, que eu goste e me converter. Mas sempre que chamo, o maridão não quer ir. Tenho que criar coragem e ir só!

Agora só uma notícia ruim: devido a mudança e à falta de dinheiro, ficarei uns tempos sem net. Tentarei ir numa lan house uma vez por semana, dizer as novidades. Mas vocês sabem que não é a mesma coisa né? Por isso me perdoem a ausência. Espero que quando eu voltar de vez, vocês ainda lembrem de mim.

Um beijo em cada bebê fofo que amo de paixão. E nas mamães também.

"Mas os que esperam no Senhor renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam.” Isaías 40.31