quinta-feira, 28 de abril de 2011

16 semanas e a preocupação: babá ou creche?

Gente... Primeiro quero agradecer todos os comentários feitos no post anterior. Eu nem esperava que tanta gente fosse ler, pois achei um texto enorme, mas tive uma grande surpresa com o número de comentários e garanto que eles me ajudaram muito a tomar a decisão: fechamos negócio! hehe
Acordamos radiantes por conta dessa conquista. Grande conquista! E também porque hoje nosso bebê completa 16 semanas. Não vejo a hora de chegar dia 06 pra eu poder saber o sexo. A ansiedade aumenta cada dia. Quero começar a chamá-lo pelo seu nome, e a comprar suas pecinhas...
Parece que foi ontem que vimos o "reagente" no exame... Mas já estou com barrigão, já saberei o sexo, daqui a pouco o bebê estará em meus braços e lendo outros blogs me peguei pensando: e quando for a hora de voltar a trabalhar?
Esse é um assunto que pega todas as mães né? Tenho visto muito sofrimento pelos blogs por conta do fim das licenças maternidade. Eu terei a sorte de passar sete meses em casa, já que minha licença é de 6 meses e emendarei mais um de férias. Mas pasmem: com apenas 16semanas de gestação, já me pego sofrendo ao pensar nesse assunto.
Hoje liguei pra uma agência de babás que foi indicada por uma conhecida minha. Ela me deu ótimas referências, disse que são pessoas treinadas, que ficam somente cuidando do bebê e tal. Pelo que ela falou imaginei que o valor desse serviço seria maior do que o que eu posso pagar, mas hoje por insistência dela, acabei ligando para obter informações.
Não sei se eu ria ou chorava ao ouvir que eu teria que pagar 2 1/2 salários mínimos para a babá e + 30% para a agência. Fora isso teria que arcar com toda alimentação da funcionária que ficaria 24horas em minha casa, além dos seus produtos de higiene. Ah! A folga dela era quinzenalmente, e quando ela fosse pra casa, eu também teria que dar o dinheiro da condução. O contrato seria direto com a agência, por 6 meses, e após isso eu pagaria férias + 13º salário. Tá bom então... Tentei dar um suspiro após ouvir tudo aquilo e perguntei o que a babá faria. "Só não lava banheiro". Nessa hora quase ri... rs Mas vamos lá. Isso poderia trazer germes para o bebê quando a babá fosse segurá-lo. Tá ok. "Ela cuidará do bebê em tempo integral, lavará suas roupinhas, passará ferro e cuidará de tudo o que for dele". Só esqueci de perguntar se ela também daria o peito quando eu não tivesse em casa.
Affffff Pra que liguei pra essa agência? Primeiro: é quase um trabalho escravo o que essa babá faz. 24horas trabalhando? Poupe-me!!! Depois: Onde é que no Brasil uma pessoa tem condições de pagar a uma babá R$1755,00 líquido? Sim, porque além desse valor terei que dar comida, produtos de higiene e até dinheiro da condução nos seus dias de folga. Ela explicou que seus clientes são médicos, políticos e coisa tal. Daí entendi. Eu sou apenas Aeroportuária moça! Será mais viável deixar de trabalhar para cuidar de meu rebento.
E do jeito que andam falando da Infraero nos telejornais, seria mais viável mesmo ficar em casa cuidando do pequeno e estudando para outros concursos... Melhor deixar essa história pra lá!
Mas e agora o que farei? Não tenho NINGUÉM em vista para cuidar de meu filho. Não tenho família próxima a mim para olhar o que a babá faz e como cuida de meu pequeno. E creche? Será que é mesmo a melhor opção? Tirar meu bebezinho, tão lindo, novinho e inocente de seu lar para ir a um lugar estranho? Ele pode sentir falta de seu quartinho, bercinho... Ai ai. O que vocês acham?

15 comentários:

  1. Jeeeesus! q absurdo...só p rico msm...eu nao trb e fikarei com minha pekena por um tempo mas qd trb ela fikará numa creche pq eu nao to podendo desse jeito nao...
    beeijo

    ResponderExcluir
  2. Amiga hoje meus filhos ficam com minha mãe , ainda bem porque também não conseguiria pagar uma babá dessa , mas quando tive o Nathan a 4 anos atrás eu optei em ficar em casa por um tempo , fiquei por 2 anos e não me arrempendir foi maravilhoso passar essa fase com ele , hoje trabalho por necessidade , não porque quero , por mim eu ficaria em casa com eles .
    Mas cada um sabe de suas necessidade.
    bjsss

    ResponderExcluir
  3. Pois é meninas. absurdo mesmo! como sou concursada e meu emprego é mais estável que o de meu marido, não posso ficar em casa cuidando do baby. vou ter que voltar a trabalhar. mas tenho que encontrar uma solução pra esse dilema!

    ResponderExcluir
  4. NOSSA.... SE EU MORASSE AI PERTO DE VC
    EU CUIDAVA SEU BEBEZINHO, POR 600 REAIS ATE!
    AKI NO URUGUAY ISSO E UM BOM PREÇO, POR 8 HS DE TRABALHO.

    MAS MENINA, E COMPLICADO MESMO..
    MAS SEMPRE SURGE ALGUEM Q CONHECE ALGUEM
    ALGUEM Q PRECISA MUITO DE EMPREGO.
    MAS ISSO DA CONFIANÇA E COMPLICADO MSM NEH?

    DE TEMPO AO TEMPO.
    TENTE SE PREOCUPAR COM ISSO QUANDO O BEBE ESTIVER PRA NASCER, PQ AI VC TERÀ AINDA 7 MESES PARA DECIDIR. E COMO JA DISSE. QUEM SABE SURGE ALGUMA PESSOA LEGAL..

    BJS.

    ResponderExcluir
  5. Estou pensando...
    Acho que não conseguiria ficar tranquila com uma pessoa estranha na minha casa com meu filho. Moro em outro estado, longe dos meus pais e não conheço ninguém aqui!
    Não tenho ideia do valor de uma creche que tenha câmera ao vivo pros pais acompanharem pela internet mas até isso existe!
    Tem o auxílio creche quando a pessoa é concursada, não tem?

    Beijosss
    Tenho uma sobrinha que fica na creche desde os 6 meses e é muito bem cuidada. Qualquer coisa diferente já telefonam pra minha irmã ou pra minha mãe comunicando. Ah, e é importante também aquelas que anotam na agenda tudo que acontece durante o dia!

    Ps: eu não estou trabalhando mas começarei a procurar emprego quando filhote tiver 6 meses.

    Beijossss

    ResponderExcluir
  6. meu marido e eu combinamos que só irei trabalhar quando ele (o bebê) tiver idade suficiente para dizer, mãe tal pessoa fez isso, isso e isso comigo! Não confiamos em terceiros e não queremos, não achamos justo deixa-lo com as avós. Felizmente podemos fazer isso, com certo esforço.

    ResponderExcluir
  7. Olá Cintia!! Saudades de vc tbm!!! Estive distante pois minha internet não estava funcionando e eu estou com as minhas costelas doloridas demais meu rafinha está me boxeando!!
    Qnt ao post eu acho melhor a creche, acho de mais confiança!!
    bjinhuss.....

    ResponderExcluir
  8. Olá Cintia,

    Então,acho essa decisão bem complicada,mas acredito que existe soluções pra tudo.O que não pode também é vc ter que perder seu emprego,abrindo mão da sua vida profissional,pois mais tarde isso também pode prejudicar vocês.Enquanto isso curta seu momento e até lá você vai organizando as coisas de forma mais objetiva.

    Um beijo querida!

    ResponderExcluir
  9. Oi Ci! Muito obrigada pela visita.
    Então...o guarda roupa da Maria Luisa tem história...rsrs. Qdo compramos o apartamento, ele era minha diferença, eu destestava...qdo chegamos aqui, pra começar a reforma, ele ainda era branco, mas meu tio quis me agradar e pintou ele de gelo, cinza bem clarinho...continuei sem gostar e ele acabou ficando como armário de guardar tranqueiras, sabe??

    Mas dai com o planejamento da Malu comecei ver ele com olhos diferentes. Minha família contrata os serviços de um marceneiro há muitos anos e ele fez as janelinhas(que vi numa feira gestante aqui em SP) nas portas e trocou as ferragens, pq não estava fechando direito. Foi por isso que compramos apenas o berço e a cômoda.

    Dai minha madrinha contratou um pintor, que é esposo de uma colega dela de trabalho.

    Ele cobrou R$ 150,00 pra pintar todo o guarda roupa e as latinhas de tinta esmalte da LuxColor sairam por 15 reais cada uma. Pelo tamanho do guarda roupa foram usadas 4 latinhas.

    Pinte o armário do seu beb6e sim, vale muito a pena!! Hoje estou apaixonada pelo guarda roupa, pq ele tem uma utilidade e ficou um amor.

    Um beijo e estou seguindo seu blog xará!! =))
    Deus te abençõe na sua gravidez e em sua vida.

    Ci
    www.douceurdemonmonde.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Eu vou colocar na creche mesmo, é gratuita e muito segura, com pessoas formadas pelo governo.
    Não tem como pagar babar particular, é muito caro, não vale a pena, o melhor mesmo é deixar na creche com varias crianças, o BB cresce brincando, fica mais feliz! so que vc tem q ter cuidado em escolher uma creche com profissionais de qualidade, higiene etc... verifique bem se essa for sua escolha!

    ResponderExcluir
  11. Olha eu entendo a sua preocupação logo de agora com 16 semanas. Marido e eu conversamos sobre isso quando decidimos ter o nosso tesouro, e decidimos que só voltarei a trabalhar quando o meu filhos aprender a caminhar e a falar, essa decisão foi tomada cm mais facilidade para mim, porque temos uma rede de lojas e daí, como não temos patrão, é melhor...
    Realmente, deixarmos nosso filho com pessoas desconhecidas, é desconfiante (será que ela vai ter paciência?, vai cuidar direitinho?, vai seguir o horário certo de alimentação?), e sem contar no salário da moça!!1 Elas são obrigadas a não ter filhos, para cuidar dos filhos de outras pessoas, imagina só, nós preocupadas em deixar nossos filhos por menos da metade do dia, e ela deixar o filhos por a metade do mês!?
    Mais amiga, pensa bem, essa decisão tem que ser bem pensada, ja que você tem que trabalhar também, ne?


    Beijos na barriguinha!

    ResponderExcluir
  12. Oi Ci. Então...nem precisa de pistola. Se vc arrumar um bom pintor, ele faz com rolinho mesmo. A não ser que ele tenha pistola, senao vcs gastarão um dinheiro que pode ser usado pra outro fim...e acredite, qualquer dindim falz falta nesse momento, viu?? =))
    Bjoo
    Ci
    www.douceurdemonmonde.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Que issu, tô boba. Meu pequeno vai ficar com a minha mãe, mas não pretenso ficar, já não estou satisfeita com o local em que trabalho, então vou aproveitar a oportunidade e sair para olhar mu pimpolho mais um tempinho e vou procurar outro emprego.
    Bjokas!!!

    ResponderExcluir
  14. Vou pesquisar umas creches p/ vc :-)

    ResponderExcluir
  15. Em primeiro lugar que ansiedade por saber se é menina ou menino! que fase gostosa, eu lembrei do dia em que descobri que era menina e a nossa felicidade em arrumar o quartinho, as roupinhas, chamar pelo nominho!!! Ai é demais!!

    Isso de creche e baba realmente é difícil e aflinge a maioria das mamães! Mas pelo que vejo por aí creche é melhor que baba! A não ser que seja a super baba dessa agência ai...rsrsr

    Qualquer novidades te conto!!

    beijos e obrigada pela visita

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita... Diz o que você achou sobre o post. Amamos saber sua opinião!